terça-feira, 17 de abril de 2012

Aqui fica um cheirinho...

"Felizmente, os trovões de maio não afetaram os processos de floração e fecundação das videiras, cada dia mais belas e provocantes, deixando antever um ano de boas produções. Como que acompanhando o desenrolar dos acontecimentos à sua volta, os bagos verdes, pequenos e duros, paulatinamente, aumentavam de tamanho, vestindo-se de um manto de glória, adquirindo tonalidades douradas ou avermelhadas."

Sem comentários:

Publicar um comentário